domingo , 19 de maio de 2019
Home / Notícias e Análises / Bomba de insulina: vantagens x desvantagens
bomba insulina
Fonte: Pixabay

Bomba de insulina: vantagens x desvantagens

Você já se perguntou o que é bomba de insulina, para que serve, como funciona e quais são as vantagens e desvantagens? Então continue lendo o artigo, pois reuni o máximo de informações possível para sanar todas as suas perguntas!

O que é Sistema de Infusão Contínua (SIC)?

Sistema de infusão, mais conhecido como bomba de infusão, são sistemas computadorizados utilizados para injetar fluidos, nutrientes e medicamentos na corrente sanguínea do paciente. São muito utilizados nos hospitais, quando se tem a necessidade de controlar as quantidades injetadas de forma mais precisa. É geralmente usado por via intravenosa, embora infusões subcutâneas, arteriais e epidurais sejam usadas ocasionalmente.

O sistema de infusão contínua no diabetes, popularmente conhecido como bomba de insulina, são pequenos aparelhos que cabem na palma da mão, pesando aproximadamente 100g. Com comando eletrônico, permite a programação de liberação de insulina na quantidade calculada para cada paciente, deixando o tratamento bem personalizado.

Devemos nos lembrar, mais uma vez, que o tratamento de diabetes é individualizado, assim, a quantidade de insulina que uma pessoa precisa pode ser diferente de outra pessoa. Isto tem a ver com a sensibilidade de cada um.

Usando seringa e caneta, a menor dose de insulina que se consegue aplicar é de 0,5 UI (Unidade Internacional). Já o SIC consegue injetar micro doses a partir de 0,03 UI, durante as 24 horas do dia.

SAIBA MAIS: Diabetes | sinais, sintomas e tratamento.

A bomba é programada para aplicar pequenas doses constantemente, a chamada insulina basal, aquela que cobre os períodos entre as refeições e durante a noite. É possível, quando o usuário se alimenta e ocorre a maior liberação de glicose na corrente sanguínea ou no momento da necessidade de uma correção devido a uma hiperglicemia, alterar a dose a ser liberada manualmente, conforme a prescrição do médico. Esta liberação de dose maior, para cobrir o período pós refeição, é chamada de bolus.

O pequeno dispositivo pode ser usado no bolso ou preso na roupa através de um clipe. Ele tem um reservatório de insulina que é ligado a um cateter, com uma agulha flexível na ponta, através de uma cânula plástica. O cateter é aplicado sob a pele e a agulha atinge o subcutâneo, não tendo a necessidade de nenhuma intervenção cirúrgica. A cada 3 dias troca-se o cateter e, também, o local de aplicação. O cateter pode ser aplicado em qualquer local indicado para aplicação de insulina.

CONHEÇA TAMBÉM: Direitos do Paciente Diabético

Quem pode usar a bomba de insulina?

  • Quem está disposto a fazer, no mínimo, 4 testes de glicemia capilar diários;
  • Quem já está habituado a múltiplas aplicações de insulina diárias;
  • Quem está disposto a passar por um processo de educação em relação ao diabetes;
  • Tem condições financeiras para custear o uso;
  • Conhece a contagem de carboidrato e segue as recomendações médicas e da equipe multidisciplinar (enfermeiro, nutricionista, etc);
  • Quem está disposto a ficar com um aparelho eletrônico acoplado ao seu corpo 24 horas por dia;
  • Quem tem hábitos de prática de atividade física regularmente.

CONHEÇA: os 5 pilares do tratamento do diabetes

Vantagens do uso da bomba de insulina:

  • Maior flexibilidade de horário de refeições;
  • Maior precisão nas doses de insulina aplicada;
  • Redução dos episódios de hipoglicemia grave;
  • Melhora do controle glicêmico e níveis de hemoglobina glicada;
  • Melhor controle da hiperglicemia do alvorecer.

Desvantagens do uso da bomba de insulina:

  • Risco de cetoacidose, quando a bomba falha em seu funcionamento;
  • Risco de infecção da pele no local de aplicação do cateter;
  • Custo de aquisição e manutenção muito elevado;
  • Aumento do número de verificações diárias da glicemia capilar.

Não podemos esquecer que a bomba não elimina a necessidade de verificação da glicose no sangue e administração de insulina antes das refeições. Ela também exige do usuário uma certa destreza com o uso de equipamentos eletrônicos, sendo mais complicado que as aplicações de insulina usando caneta ou seringa.

As bombas só utilizam a insulina de ação ultrarrápida.

SAIBA MAIS: o que difere uma insulina da outra!

Dica extra

Fim do Alto Custo Com o Diabetes!

Descubra como reduzir custos mantendo seu tratamento em dia.

Clique aqui e confira o meu mais novo guia para te ajudar a controlar, além do seu nível de glicose, seus gastos com os produtos voltados para o seu tratamento.

GUIA RÁPIDO DIGITAL DIABETES CUSTO BAIXO

Veja Também

Diabetes x Fake News

Se você nunca fez uma pesquisa no Dr. Google, Facebook, YouTube ou em grupos do …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *