terça-feira , 25 de junho de 2019
Home / Cuidados e Tratamentos / Diabetes e calor: dias quentes prejudicam o controle?
Dias de calor e diabetes
O verão é uma estação quente e úmida, podendo ser desconfortável para qualquer um, mais para quem tem diabetes.

Diabetes e calor: dias quentes prejudicam o controle?

Verão: dias quentes!

O verão é uma estação quente e úmida, podendo ser desconfortável para qualquer um. Mas para as pessoas que têm diabetes, o calor e a umidade podem ser especialmente prejudiciais.

Estudos relatam que uma das complicações do diabetes mellitus tipo 1 e 2 é a incapacidade de se adaptar ao aumento de temperatura, o que pode causar aumentos perigosos na temperatura corporal desses indivíduos durante o verão, a medida pode ultrapassar os 36,5°c.

Infelizmente, existe um sério problema por trás disso são os danos aos nervos causados pelo diabetes, a chamada neuropatia diabética. Os danos ocorrem em cerca de 60 a 70% das pessoas com diabetes e podem afetar qualquer órgão do corpo, incluindo as glândulas sudoríparas. Essas glândulas são as responsáveis pela produção do suor, função importante para regular a temperatura corporal e eliminar toxinas. Quando o problema impede que essas glândulas funcionem normalmente, o corpo não consegue se resfriar quando a temperatura interna aumenta.

SAIBA MAIS: Neuropatia Diabética | Sinais, Sintomas e Tratamento

Os cientistas, em um pequeno estudo, demonstraram esse efeito ao comparar pacientes diabéticos com um grupo de participantes não diabéticos à medida que eles eram expostos ao aumento de temperatura.

Como ocorreu: Os participantes foram ligados a dispositivos que mediam a temperatura da pele, do corpo e o índice de suor. Quando as temperaturas subiram, o índice de transpiração dos participantes aumentou proporcionalmente; as temperaturas corporais continuaram constantes. Já no grupo dos diabéticos, independente de um aumento alarmante na temperatura corporal, o suor pareceu se paralisar. Então cientistas relataram:

“A incapacidade generalizada dos pacientes com diabetes de suar pelo corpo teve um efeito profundo sobre a temperatura corporal.”

AINDA: Quais os sintomas de quem tem diabetes?

Outra pesquisa realizada no Arizona, mostra que pacientes com diabetes apresentam índices mais altos de eventos adversos, como hospitalizações, desidratação e morte, no calor. Mesmo assim, em uma recente pesquisa realizada pela clínica, descobriu que muitos pacientes desconheciam o risco maior de hipertermia e a necessidade de tomar precauções especiais durante essa época do ano.

Após realizações dos estudos, chegaram a seguinte conclusão: “Pessoas com diabetes são especialmente vulneráveis em tempo quente.”

Diabetes e calor: como enfrentar?

Quem tem diabetes ou cuida de alguém que tem deve ficar mais atento aos dias de calor intenso no verão, pois o calor extremo pode afetar os níveis de glicose (açúcar) no sangue. Para que isso não ocorra, fique atento nas dias abaixo:

  • Mantenha seus medicamentos, tiras e medidores de glicose em locais arejados, fora do alcance do sol, pois o calor intenso pode danifica-los. O armazenamento adequado é muito importante.
  • Se você usa insulina e seus níveis de glicose estão altos constantemente, considere que sua insulina perdeu a ação devido ao calor intenso.

APRENDA AGORA: Como armazenar sua insulina

  • Se vai praticar atividade física, lembre-se de se hidratar bem, pois a desidratação aumenta os níveis de glicose no sangue, aumentando assim o número de micções, piorando o quadro de desidratação.
  • Se você sentir dores de cabeça, tontura, náusea e vômito, cansaço, cãibras musculares, cólicas estomacais e pele pálida, em dias de calor intenso, meça seus níveis de glicose no sangue, se estiverem acima de 300mg/dL, procure um pronto atendimento, pois estes são sinais e sintomas de cetoacidose.

SAIBA: O que é Cetoacidose Diabética: sinais, sintomas, diagnóstico e tratamento

Como conviver em harmonia com o diabetes?

Para conviver em harmonia com o diabetes, é preciso ter conhecimento sobre seu tratamento, sobre a doença e sobre seu corpo. Isso é o que chamamos de Educação em diabetes.

Para melhorar os seus conhecimentos, eu criei um curso Desvendando os Segredos do Diabetes.

Para ajudar o máximo de pessoas possível, o curso foi todo feito em aulas online, 100% digitais, onde você vai poder ver de qualquer lugar, a qualquer hora, só precisando de uma conexão com a internet.

Clique no botão abaixo para conhecer melhor o curso online “Desvendando os Segredos do Diabetes”. Lembre-se Diabetes com Educação é Diabetes sem Complicação!

Desvende os Segredos do Diabetes

 

Veja Também

bomba insulina

Bomba de insulina: vantagens x desvantagens

Você já se perguntou o que é bomba de insulina, para que serve, como funciona …

13 Comentários

  1. muito bom…seus tópicos.
    Preciso melhorar minha disciplina

  2. Sou diabético desde 1948 – tipo 1, claro -, estou com 84; não consegui escapar da NEUROPATIA DIABÉTICA, infelizmente. Com relação ao calor, digo que desde sempre, no verão uso bem menos Insulina que no resto do ano; e, quanto mais frio, mais Insulina; e excesso de Hiperglicemias Oscar – 02/02/2019

  3. Muito bom o texto, obrigada, é muito bom ficarmos informados
    De tudo tudo que se relaciona a essa doença, sou diabética mas
    Não tenho esses problemas de frio e calor graças a Deus sou
    Bem controlada nos níveis de glicose.

  4. Salete Trevizan Testolin

    E com o frio também…
    Pois com o frio minha glicose fica terrível, pois fica difícil a circulação sanguínea, parece que a gente come mais (hehehe), e tem mais fome, o tempo dificulta a atividade física, aaaaa…

  5. Olá, sou Diabética há 1 ano e 4 meses, estou com 18 anos, sempre desconfieie por sentir um calor excessivo e ficar irritada com o calor, agora mostrarei para os meus Familiares e eles vão entender o que eu sinto.

  6. Com falta de suor eu não tenho, basta um minuto em tempo quente que o suor chega a pingar.

    • Bom dia Junior,

      A sensibilidadde varia de indivíduo para indivíduo.
      No seu caso, se transpira bastante, o ideal é consumir bastante água, evitando uma desidratação.
      á agua gela é otima para resfriar o corpo e dimunuir a sua temperatura.

      Atenciosamente,
      Camila Faria

  7. Amei essa matéria,ela foi muito importante para que eu e as pessoas que convive comigo entendam porque eu me sinto tão mal no verão. Muito obrigada pela matéria. Gostaria que outras fossem publicadas.

  8. helena cecília dantas stefani

    Quais são as precauções que devem ser tomadas?

  9. Gostei de saber sou DIABETICA desde 7 anos de idade e estou com 14 agora mas nao sabia que o calor pode causar danos aos diabeticos bom que agora eu posso ficar mais atenta e os meus pais tambem.

  10. Sou diabetica tipo 1 ha quase 30 anos… Sempre sofri com calor, sou muito calorenta, daquelas q esta de camiseta qdo todos estao de casaco. Todo mundo brinca comigo, que eu nao sinto frio. Nunca imaginei a relacao disso com a diabetes, e nunca pensei q poderia, de alguma maneira me prejudicar. Somos pessoas com todo o metabolismo diferente… 🙁

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *