domingo , 17 de junho de 2018
Home / Como Viver Melhor / Gripe e Diabetes

Gripe e Diabetes

“O diabético tem mais facilidade de gripar?”

Bem, inverno é sinônimo de gripe e resfriado, e muitas pessoas me perguntam se quem tem diabetes são mais propensas a ficarem gripadas.

A resposta é NÃO. Diabéticos têm as mesmas chances que qualquer outra pessoa tem de pegar uma gripe.

Na verdade, o que acontece de diferente é que, quando uma pessoa com diabetes pega uma gripe, a manifestação dos sintomas é mais forte nelas do que nas pessoas que não têm diabetes. Além de que as infecções podem elevar os seus níveis de glicose, aumentando as chances de complicações.

Diabéticos têm 3 vezes mais chances de ir a óbito por gripes e pneumonias.

Pessoas com diabetes podem se vacinar contra gripe?

A Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe acontece todos os anos e é promovida pelo Ministério da Saúde; o público-alvo definido pela campanha, ou seja, os grupos mais vulneráveis, são:

  • Profissionais de saúde
  • Crianças menores de dois anos de idade
  • Idosos a partir de 60 anos
  • Indígenas
  • Gestantes
  • Mães até quatro semanas após o parto
  • Pacientes com doenças crônicas, como diabetes e hipertensão

Apesar de se tratar de uma enfermidade comum em pacientes idosos e portadores de doenças crônicas, como o diabetes, a gripe pode evoluir para um quadro mais grave como a pneumonia.

A infecção do vírus da gripe quando associada à existência de doenças crônicas pode se tornar um fator de risco, gerando uma situação conhecida por comorbidade, ou seja, quando há a ocorrência de uma patologia em um indivíduo já portador de outra doença, com a possibilidade de potencialização de ambas, nesse caso, exigindo atenção médica imediata.

Com a diminuição de resposta do sistema imunológico em pacientes com esse perfil, a gripe pode produzir efeitos patológicos secundários, trazendo uma desestabilização da saúde e controle glicêmico do paciente, levando a complicações e a necessidade de hospitalização. Pessoas diabéticas podem ter um risco aumentado de infecção pneumocócica.

Atualmente já existem vacinas seguras e efetivas que podem reduzir o risco de complicações. Estudos constataram que a imunização pela vacina reduziu drasticamente a internação de pacientes relacionados ao diabetes, numa taxa de até 79%, reduzindo como um todo a hospitalização e mortalidade de pacientes diabéticos.

Como prevenir a gripe?

Não existe diferença no tratamento de quem tem diabetes, seja tipo 1 ou tipo 2. Porém, NUNCA OPTE PELA AUTOMEDICAÇÃO, essa regra vale para todos! Se quiser saber mais sobre o assunto, clique aqui e entenda como a automedicação pode ser perigosa.

A seguir, conheça algumas maneiras de evitarmos a contaminação:

  • Lave as mãos com mais frequência ou use álcool 70(gel) na ausência da possibilidade de lavá-las com água e sabão.
  • Evite ambientes fechados por muito tempo, abra as portas e janelas algumas vezes durante o dia.
  • Alimente-se bem.
  • Não se esqueça de tomar a vacina para gripe anualmente, todo diabético tem o direito de tomá-la gratuitamente.
Vou insistir mais uma vez, cuide da sua saúde, ela é seu maior patrimônio!

Dica Extra

Agora que você aprendeu mais sobre a gripe nos diabéticos, também precisa entender o tratamento completo, pois isto é fundamental para que você consiga um bom controle glicêmico e assim mais qualidade de vida.

Sugiro a leitura do livro digital “Desvendando os Segredos do Diabetes”, para conhecer os detalhes de seu tratamento.

QUERO ENTENDER MEU TRATAMENTO

Veja Também

5 erros que devemos evitar no uso da insulina

Você já teve a sensação de que a insulina injetada em seu corpo, para controlar …

Um Comentário

  1. It takes a lot to impress me when it comes to writing quality articles. This article has impressed me with good writing I can appreciate.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *