segunda-feira , 11 de dezembro de 2017
Home / Cuidados e Tratamentos / Superalimentos: 11 “berries” para melhorar sua saúde

Superalimentos: 11 “berries” para melhorar sua saúde

De todos os chamados superalimentos – alimentos ricos em nutrientes antioxidantes que são indicados ​​para combater os males do envelhecimento – nenhum recebe mais elogios do que os da família Berry. De humildes blueberries até seus primos exóticos de climas mais distantes, estas frutinhas têm se mostrado musculosas para superar outras frutas e tornarem-se o centro das atenções. Claro, frutos como laranja e as folhas verdes escuras começam a ter tratamento justo, mas os frutos Berry parecem roubar o show.

E a atenção concedida não é infundada. Estudo após estudo, os benefícios dessas frutas vermelhas são louvadas. Mais recentemente, pesquisadores revelaram que as mulheres que comeram mais do que três porções de mirtilos ou morangos por semana tiveram um risco de ataque cardíaco 34 por cento menor do que aquelas que comeram menos.

Os pesquisadores dizem que a razão é que estas frutas, como outras frutas e vegetais vermelhos e azuis, tem altas concentrações de antocianina, um antioxidante que pode ajudar a baixar a pressão arterial e melhorar a função dos vasos sanguíneos. Outro estudo descobriu que as mulheres que comem muitas amoras e morangos experimentam um declínio mental mais lento com a idade do que as mulheres que consomem menos desses frutos.

E o que dizer de todas as outras frutas que são regularmente alardeadas com o rótulo de “milagrosas” pelos comerciantes e importadores de alimentos? Embora ainda muitas dessas alegações de saúde exuberantes precisam ser confirmadas, a maior parte dos frutos são carregados com nutrientes importantes que podem ir longe no combate às deficiências comuns que podem fazer você se sentir com menos energia. Com isso em mente, aqui está o quem é quem do mundo super berry.

Superalimentos: Açaí

Um dos primeiros concorrentes no mercado milagre-food, as bagas do Açaí são colhidas a partir de árvores nativas das florestas tropicais da América do Sul. Na Amazônia as bagas são amassadas em uma polpa, diluídas em água e comida com mandioca, carne, peixe ou camarão seco. Os defensores dizem que este pequeno fruto pode curar artrite e câncer, ajuda na perda de peso e colesterol alto, dá um impulso na disfunção erétil, ajuda a desintoxicar e fornecer exuberância geral de saúde.

Açaí têm provado ser uma boa fonte de antioxidantes, fibras e gorduras saudáveis ​​para o coração, mas as pesquisas ainda precisam provar muito mais. Açai pode ser comido cru, em cápsulas, em bebidas como sucos, smoothies ou bebidas energéticas e outros produtos alimentares. É geralmente vendido como uma polpa congelada. Sua popularidade na América do Norte teve uma conseqüência: há menos desta alimento saudável para as populações nativas e muitas vezes pobres, que têm contado com ele por gerações.

Superalimentos: Acerola cereja

Conhecido cientificamente como aceroleira, e comumente como acerola, acerola selvagem ou crepemyrtle, este arbusto é nativo da América do Sul, sul do México e América Central, mas também já está sendo cultivado no extremo norte como Texas e em áreas subtropicais da Ásia. A fruta é repleta de vitamina C – cerca de nove vezes mais vitamina C do que é encontrado em uma laranja típica. É mais comumente disponível em suco, em pó ou forma de suplemento.

Superalimentos: Aronia

Também conhecido como preto chokeberry, aronia é nativa do leste dos EUA e tem uma longa história na Europa Oriental. O fruto aronia é mais ou menos do tamanho de um mirtilo e é comumente encontrada em florestas úmidas e brejos. Aronia são cultivadas como plantas ornamentais, no entanto, há um interesse nos benefícios de saúde do fruto devido a seus altos níveis de antocianinas e flavonóides – cinco a 10 vezes maior do que o suco de cranberry – com nutrientes benéficos, como antioxidantes, polifenóis, minerais e vitaminas. O fruto é comestível cru por causa de sua natureza adstringente (daí o nome comum, chokeberry), mas as bagas são utilizadas para fazer suco, bem como vinho, geleia, xarope, suco, chá e tinturas.

Superalimentos: Amora silvestre

Amoras são especiais, além de sua essência berry fundamental. Notável por seus elevados níveis de fibra dietética, vitamina C, vitamina K, ácido fólico e manganês mineral, eles também são bem classificados pelo poder antioxidante, com níveis notáveis ​​de compostos polifenólicos, tais como o ácido elágico, taninos, elagitaninos, quercetina, gálico ácido, antocianinas e cyanidins. Por muitas contas, amoras são considerados um dos alimentos mais fortes antioxidantes consumidos nos EUA

Superalimentos: Mirtilo

Perdendo apenas para morangos em termos de consumo nos EUA, mirtilos são, não só popular, mas constantemente classificados no topo em termos de suas capacidades antioxidantes entre todas as frutas, legumes, especiarias e condimentos. Estudos sugerem que mirtilos podem reduzir o declínio da memória, pode reduzir o risco de ataque cardíaco, e pode proporcionar outros benefícios anti-envelhecimento.

Eles também são uma excelente fonte de vitaminas C e K, manganês e uma boa fonte de fibra dietética. Uma das belezas reais do mirtilo é que eles são nativos da América do Norte e são cultivados comercialmente em 38 estados, o que significa menos milhas alimentares e destruição do habitat do que alguns de seus superalimentos co-irmãos. Infelizmente, testes para pesticidas em mirtilos domésticos deu resultado positivo para 42 resíduos diferentes do EWG (exame de cargas de pesticidas) – portanto procure comprar os orgânicos quando puder.

Superalimentos: Oxicoco

Outra fruta nativa da América do Norte, Oxicoco ou cranberries têm uma longa história de uso para fins medicinais, incluindo tratamentos para feridas, alterações urinárias, diarréia, diabetes, doenças de estômago e problemas no fígado. Há alguma evidência de que a cranberry pode ajudar a prevenir infecções do trato urinário, no entanto, a evidência não é definitiva , e é necessária mais investigação.

Para esse fim, o Instituto Nacional de Saúde está financiando uma pesquisa sobre os efeitos do cranberry em doenças cardíacas, infecções fúngicas e outras condições, e outros pesquisadores estão investigando o seu potencial contra o câncer, acidente vascular cerebral e infecções virais. Mas atenção, se você pretende consumir cranberries em forma de suco, verifique o painel de nutrição no rótulo. Muitos sucos de cranberry são misturas de suco, uma marca popular é de apenas 27 por cento de suco e uma porção vem com o equivalente gritante de 12 colheres de chá de açúcar.

Superalimentos: Goji berry

Também conhecida como lycium ou wolfberries chineses, estas bagas para o conjunto de superalimento são nativas da região do Himalaia, entre aChina e Tibet. Os pequenos frutos vermelhos são usados ​​pelos herbalista Chineses para ajudar a visão, aumentar a função imunológica e promover a longevidade.

Embora existam poucos estudos clínicos publicados, muitos dos benefícios de saúde relatados sobre o goji estão relacionados à sua alta concentração de antioxidantes. Eles têm níveis notáveis ​​de vitamina C, beta caroteno, aminoácidos, ferro e vitaminas do complexo B. Disponível em pó, tem o gosto de uma espécie de cereja seca com um leve toque metálico e salgado, sendo que eles também estão disponíveis é em pó, suco ou suplemento. Eles viajam um longo caminho para chegar à América do Norte, portanto, por ame-os com moderação.

Superalimentos: Maqui baga

Maqui é uma baga roxa profunda que cresce selvagem em toda as partes do sul do Chile. O fruto azedo e saboroso contém uma abundância de vitamina C, cálcio, ferro e potássio, antocianinas e polifenóis, e compostos anti-inflamatórios. Largamente consumido ao natural ou em suco, maqui agora é encontrado em vários suplementos nutricionais (incluindo cápsulas e sucos diversos).

Superalimentos: Noni

O noni berry é o fruto do arbusto conhecido como madeira canário, que é nativo das áreas tropicais do sul do Pacífico. A fruta verde, folhas, e rizomas foram muito utilizados ​​em culturas da Ppolinésia para tratar cólicas menstruais, irregularidades intestinais, diabetes, doenças do fígado e infecções do trato urinário. Noni está disponível em polpa, em pó ou forma de suco, mas muitos dos nutrientes são perdidos quando a fruta é espremida. Os principais micronutrientes de noni em pó celulose incluem a vitamina C, niacina (vitamina B3), ferro e potássio, com poucas quantidades de vitamina A e cálcio. No entanto, o suco só mantém a vitamina C, e em níveis de cerca de metade do que o suco de laranja produz.

Superalimentos: Framboesa

Os EUA são o terceiro maior produtor de framboesa no mundo, o que é uma coisa boa, dado o nosso carinho por eles, para não mencionar os benefícios de saúde que oferecem. Devido à sua estrutura de fruto agregado, framboesas estão entre os mais altos alimentos contendo fibras, com um máximo de 20 por cento por peso da fibra total.

Eles são também uma grande fonte de vitamina C, vitaminas do complexo B, manganês 1-3, ácido fólico, magnésio, cobre e ferro. Quanto ao antioxidantes, framboesas contêm as antocianinas muito importantes, ácido elágico, quercetina, ácido gálico, cyanidins, pelargonidins, catequinas, kaempferol e ácido salicílico. Existem também framboesas amarelas, mas elas têm menos antioxidantes. Um composto encontrado em framboesas, cetona da framboesa, é habitualmente apontado como um suplemento para perda de peso, embora mais pesquisas sejam necessárias para determinar a veracidade das alegações.

Superalimentos: Morango

Embora morangos sejam cultivados em todos os estados dos EUA, o estado da Califórnia possui 75 por cento das lavouras do país – na verdade, o Golden State produz mais de 1 bilhão de quilos de morangos por ano, o que é certamente apreciado pelos 94 por cento das famílias norte-americanas que consomem as frutas vermelhas doces. Apesar de morangos não serem exóticos e não demandarem muito tempo viajando por longas distâncias e terem reduzido as florestas tropicais para prosperar, eles são as estelares potências do grupo berry . Uma porção de morangos oferece 85 miligramas de vitamina C, ou 150 por cento do valor diário. Eles fornecem fibras, manganês, ácido fólico, potássio, e como o resto da família berry, antioxidantes. A terra do morango está em segundo lugar para a carga de agrotóxicos em 2013 da lista EWG  Dirty Dozen, portanto, se puder, compre os orgânicos.

O Superalimento Essencial

Agora que você já conhece os superalimentos para diabéticos da família Berry, temos de lembrar do último e mais importante alimento que deve ser incluído no seu dia-a-dia.

Alimento essencial: Entender qual o melhor tratamento para o controle do diabetes é fundamental para que você consiga um bom controle glicêmico e assim mais qualidade de vida para toda a família. Se você quer saber mais sobre os detalhes que podem comprometer o tratamento, sugiro a leitura do e-book “Desvendando os Segredos do Diabetes”.

O Conhecimento é a ponte para uma vida plena e saudável de quem tem diabetes.

Clique no botão abaixo e conheça melhor os tipos de tratamento:

QUERO CONHECER MEU TRATAMENTO

 

Veja Também

Como saber se tenho diabetes?

Como saber se tenho diabetes? Essa é uma pergunta bastante comum a quem consegue idenficar …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *